GRUPO DE APOIO VOLUNTÁRIO AOS ANIMAIS ABANDONADOS DE CAMPINAS-SP


>
Artigos

Por que e como adotar um cão Por Ayrton Mugnaini Jr.

Por que e como adotar um cão Por Ayrton Mugnaini Jr.
Por que e como adotar um cão

Por que adotar um cão? Este é o tipo da pergunta que equivale a por que torcer para este time, ouvir aquela cantora, namorar esta pessoa, adorar aquele tipo de pizza... Como cantava Elvis Presley, "algumas coisas têm que acontecer". Esta resposta é até boa, mas há outras que satisfazem aqueles para quem "porque sim não é resposta". O próprio cão pode ser uma das muitas e boas respostas que veremos a seguir.

Há quatro maneiras de adotar. Uma é resgatando-o abandonado das ruas, outras duas são adotando em feiras e abrigos ou lojas de animais (nestas o bicho é de raça pura, com pedigree e tudo), e a quarta é ganhando o cão de presente pelos mais variados motivos de força maior, do filho que se mudou para uma casa menor, da tia que faleceu, do vizinho que precisou mudar de cidade...

Um bom motivo para se adotar um "sem-teto" mais peludo que Tony Ramos é realmente muito bom, não só para o próprio cão em questão, mas também para outro cão - e também para quem adota. Explicaremos. Ao adquirir um cão de um abrigo, estamos abrindo uma vaga no abrigo para outro cão necessitado. Afinal, a expectativa de vida de um cão sem-teto, abandonado na rua - sujeito a intempéries, acidentes e até sacrifício, caso recolhido por um centro de controle de zoonoses e não adotado após certo prazo - é de até três anos, bem menos que os até 20 que um cão pode viver em nossa boa companhia.

Além disso, a companhia canina pode fazer bem mental e até físico para os humanos, tornando-os mais calmos e menos suscetíveis a doenças como asma e alergias.

Nem é preciso falar no prazer em ter alguém nos recepcionando alegremente ao voltarmos de um dia de trabalho puxado, com quem possamos "conversar" e que nos ajude a resolver boa parte dos problemas simplesmente por nos dar "atenção".

Relendo aquela matéria, nota-se que também ter um peludo em casa é bom para quem tem crianças. Além de os cães serem grandes companheiros, eles se tornam "filhos" de nossos filhos, perfeitos para dar a estes as primeiras noções de responsabilidade - isso mesmo, posse responsável não tem idade.

Além de não ter idade, posse responsáveis não admite “racismo”: vira-latas, mestiços e “genéricos” têm tanto direito a vida e conforto quanto puro sangues.

Parceiros

CNPJ: 11.109.412/0001-80

Logica Digital